dish-1209170-1140x380 Que tal desembalar menos e descascar mais?

Esta sugestão nos faz pensar em diversos aspectos: comportamentais, nutricionais, sociais, ecológicos, sustentáveis… enfim uma série de coisas que podem passar despercebidas quando estamos na correria do dia a dia e visamos a praticidade no lugar de fazer melhores escolhas, sem nos darmos conta dos resultados à longo prazo.

Ao darmos preferencia à escolha de alimentos naturais, conseguimos inúmeros benefícios à saúde além de economizarmos na compra da semana. Ir à feira livre ou horti fruti para abastecer a casa é uma excelente estratégia para economizar e melhorar a nutrição da família.

Ao selecionar, higienizar e preparar as refeições, todo o amor empregado em cada etapa traz uma enorme satisfação tanto para quem prepara como para quem consome. Preparar o lanche das crianças além de conferir muito mais amor, é garantia de uma nutrição equilibrada e importantíssima para o adequado crescimento e desenvolvimento infantil.

A quantidade de nutrientes biodisponíveis é muito maior nos alimentos naturais e com isso, melhorias na saúde e na prevenção de doenças é algo factível!

Quando damos preferencia à frequentar mais feiras livres conseguimos muitas vezes falar direto com o produtor ou escolher alimentos sazonais, fazer amizades e ficamos sempre atualizados sobre a economia agrícola.

Passamos a dar mais valor ao alimento e a perceber o quanto um único alimento pode render de receitas, utilizando as cascas, sementes e polpas.

E no final de tudo isso garantir uma vida saudável, sustentável e muito mais feliz! Que tal fazer uma tentativa esta semana? Substitua metade das refeições “industrializadas” por alimentos preparados in natura e depois me conta que achou, vou adorar saber!

WhatsApp-Image-2018-10-21-at-21.17.32-300x169 Que tal desembalar menos e descascar mais?

Priscila Samartino Rosa
Nutricionista
CRN 13.430
IG @nutriprirosa

Artigos Relacionados

Priscila é Bacharel em Ciências Biológicas pela PUC de Campinas e Mestre em Gestão Ambiental pela University of Queensland, onde iniciou sua carreira na área de Gestão de Projetos e Processos utilizando os conhecimentos da interconectividade de ecossistemas e os adaptando ao ambiente industrial e empresarial.

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *