apple-2788662_1920-1140x380 Do pé ao prato

WhatsApp-Image-2018-11-26-at-23.28.55-200x300 Do pé ao pratoJá compartilhei na rede social (Facebook) do Projeto Koala sobre o “meu koala”.

Comecei a me transformar antes mesmo de engravidar. Na decisão de ter um filho. Para muitos, o bebê vem sem planos. Aqui, veio depois de muito planejamento e expectativas! E esse tempo me permitiu modificar coisas no meu cotidiano e na minha vida, porque quero muito oferecer um mundo melhor pra essa geração futura.

Ter um filho muda a nossa vida. Muda a nossa visão das coisas. Nos torna extremamente menos egoístas! Menos apegados a coisas materiais… mininalistas… é um processo. (Claro que não é preciso ter um filho pra gente mudar certos conceitos e comportamentos).

Mas aproveitando o gancho da nutricionista Priscila Rosa, que escreveu aqui para o blog em outubro, gostaria de falar sobre a apresentação alimentar da Juju (minha koalinha).

Nem todo mundo conhece o método BLW (baby led weaning), e este não é o foco do post, mas acho importante ressaltar o quanto somos responsáveis por uma introdução alimentar (que prefiro chamar de apresentação) respeitosa e variada.WhatsApp-Image-2018-11-26-at-22.02.29 Do pé ao prato

Sempre que possível mostramos os alimentos in natura pra Juju. Uma dica super legal que encontrei “por aí” foi que a criança aceita muito melhor os alimentos quando sabe de onde vêm. E tem coisa mais gostosa do que pegar a fruta do pé, dar aquela limpadinha na roupa e colocar na boca?!

A gente sempre procura levar a Julia junto no hortifrúti ou na feira orgânica (sim, junto com o bebê vem também a preocupação por alimentos com menos agrotóxicos e com produção local). E lá, adoro mostrar cada legume, fruta e verdura diferente, deixá-la sentir o cheiro, tocar, perceber a textura. Acredito que isso já é um estímulo melhor do que qualquer brinquedinho plástico “que acende, pisca, toca”…

Porque no fim das contas eles não ligam pra shopping, brinquedos caros, e aquele chef renomado. Algumas das minhas lembranças mais gostosas da infância foram subindo em árvore, brincando livre, mexendo em animais e comendo mexerica do pé com o meu pai.

Que memórias a gente vai ajudar nossas crianças a construírem?

WhatsApp-Image-2018-11-26-at-23.22.23 Do pé ao pratoKelly Fiedler Choi

Fisioterapeuta

Mãe da Juju

Artigos Relacionados

Priscila é Bacharel em Ciências Biológicas pela PUC de Campinas e Mestre em Gestão Ambiental pela University of Queensland, onde iniciou sua carreira na área de Gestão de Projetos e Processos utilizando os conhecimentos da interconectividade de ecossistemas e os adaptando ao ambiente industrial e empresarial.

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *